O Lumion é um programa desenvolvido para solucionar um dos maiores problemas encontrados por profissionais de arquitetura: a criação rápida. Por ser um render com base em placa de vídeo, este é extremamente ágil e permite criar boas imagens e visualização em tempo real.

Com esse software você pode texturizar, iluminar, inserir objetos e no final renderizar imagens ou vídeos em pouco tempo. Não deixe de conferir o curso completo da Projetou sobre renderização 3D no Lumion clicando aqui.

A rapidez com que o Lumion pode gerar imagens renderizadas é fundamental para qualquer projeto e é também o que diferencia esse software no mercado. Mas, apesar disso, a velocidade do render é determinada também pelo conjunto de ferramentas disponíveis e por configurações e características da cena.

Assim, é necessário tomar alguns cuidados para acelerar ainda mais a renderização. Confira algumas dicas para tornar o processo até 10 vezes mais rápido!

Otimize o nível de detalhe das cenas

Assim como na maioria dos softwares e aplicações, quanto maior o nível de detalhes (LOD) maior o tempo de renderização e o uso de memória. Por isso, procure trabalhar com grandes quantidades de polígonos apenas em regiões próximas à câmera e, à medida que os objetos se distanciam, os polígonos e detalhes podem ser reduzidos progressivamente. Isso ajuda a acelerar o processamento e a renderização sem prejudicar a qualidade da visualização.

Evite usar precisão nas luzes distantes

Utilizar as luzes mais distantes nas opções memory ou speed acelera a renderização, de modo que as sombras não são atualizadas a cada frame. A função de precisão para luzes deve ser utilizada somente em alguma sombra se movendo perto da luz, se a própria luz se movimenta ou em determinadas áreas, como close ups de interiores.

Evite ângulos muito abertos nos ambientes

Ângulos abertos acabam expondo muitas informações ao mesmo tempo em uma cena e isso pode aumentar consideravelmente o tempo gasto no processamento da imagem. Tente reservar os ângulos abertos para apenas alguns ambientes e foque nos detalhes, com criatividade e um bom olho de fotógrafo.

Leia também: o que nunca fazer em um projeto de detalhamento de interiores

Não exagere nos detalhes

Imagem 2 - Como renderizar imagens de forma 10 vezes mais rápida usando o Lumion - Blog Projetou

Todo arquiteto deseja dar sua cara ao projeto, com o máximo de realismo e estilo possíveis. Porém, exagerar em detalhes e elementos podem deixar o render muito lento. Assim, antes de começar a renderizar um ambiente, tente simplificá-lo com relação a alguns itens:

  • Objetos com muitos detalhes e polígonos, que não estejam em destaque;
  • Excesso de jogo de luzes e sombras a serem processadas na cena;
  • Grande número de objetos que estão lá apenas para compor o ambiente.

Use texturas com sabedoria

Na busca por agilidade na renderização, otimize também o uso de texturas. Materiais com acabamento brilhante, espelhado ou transparente exigem renderização da luz refletida e, com isso, mais tempo. Se a ideia é colocar um objeto metálico decorando uma mesa, por exemplo, verifique se não existe um modelo opaco que pode substituí-lo. Busque equilibrar estilo com eficiência.

Aprender a usar o Photoshop pode ser útil

Muitas vezes, o Photoshop pode ser uma ferramenta interessante para elevar o realismo e a beleza da cena, sem perder muito tempo renderizando. Ele permite a acentuação de luzes e sombras, correção de cores e efeitos de profundidade. Tudo isso, que levaria horas para corrigir em um renderizador, é ajustado em minutos. A Projetou possui um curso do zero ao avançado em Photoshop para arquitetura, clique aqui para conferir

Leia também: Como o ensino online está silenciosamente transformando o mercado da arquitetura

Esperamos que com essas dicas fique ainda mais fácil e rápido renderizar imagens no Lumion! Conheça também os cursos da Projetou e adquira as competências mais valorizadas na arquitetura e design de interiores.